Paróquia Nossa Senhora do Amparo - Maricá
Feliz Páscoa! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Deolinda Santos   

 

Páscoa é o mistério que significa “passagem”, é a certeza quem um dia estaremos contemplando a face de Cristo, nosso Salvador.


Deus Pai enviou Seu Filho único ao mundo para nos redimir dos pecados, pois Adão que o pecado entrasse no mundo.


Jesus Cristo sofreu, passou pela morte, foi até a mansão dos mortos e ressuscitou ao terceiro dia. “Por que procurais entre os mortos. Aquele que vive? Ele não está aqui; ressuscitou” (Lc 24,5-6).


Na certeza que é em Jesus Cristo ressuscitado que somos salvos da morte eterna (morte esta que entrou pelo pecado), um dia com Ele iremos ressuscitar para a vida eterna.


Amados Paroquianos e visitantes, que passam estas datas tão significativas para nós, Católicos, no município de Maricá, estamos aqui para comunicar os horários das Missas na Matriz e Capelas neste final de semana.


Hoje, 4 de abril, não haverá Missa e Celebração da Palavra nas Capelas, convidamos a todos para a Vigília Pascal na Matriz às 20 horas, que iniciará com Bênção do Fogo Novo onde o Círio Pascal será aceso, e o Círio representa Cristo a Luz do Mundo.

Leia mais...
 
Semana Santa - Programação PDF Imprimir E-mail
Escrito por Deolinda Santos   

 

, até entre os que se dizem católicos, quem espere pela SEMANA SANTA pensando em descanso, passeios, turismo, diversão.


Lembramos que este não é um procedimento cristão. SEMANA SANTA é tempo especial de reflexão e oração.  Tempo de morte e ressurreiçãoMorte também ao nosso comodismo, nossa falta de amor e solidariedade, enfim, morte a tudo aquilo que nos afasta de Deus.  Ressurreição para uma vida nova, no amor, na fraternidade e na paz, onde DEUS tenha a primazia e os irmãos sejam companheiros de caminhadaCelebrar a SEMANA SANTA é vivenciar o mistério maior de nossa : a Paixão, Morte e Ressurreição do SenhorConvidamos toda a comunidade a participar intensamente da programação que se segue.

† 28/03 - 20h - Missa Vespertina

† 29/03 - DOMINGO DE RAMOS

  • 07h - Santa Missa
  • 10hProcissão, Benção dos Ramos e Missa. (Somente neste horário haverá a Bênção dos Ramos)
  • 19h - Santa Missa
Leia mais...
 
Inauguração da Capela São João Paulo II no terreno da Nova Catedral PDF Imprimir E-mail
Escrito por Deolinda Santos   

 

 

O Arcebispo metropolitano de Niterói, Dom José Francisco, inaugura no dia 8 de abril, a Capela São João Paulo II, no terreno onde será construída a Nova Catedral de São João Batista (Av. Jornalista Rogério Coelho Neto, s/n., Centro), atrás do terminal rodoviário de Niterói. A celebração terá início às 18h30, com Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Niterói, Dom José Francisco. Com a inauguração da Tenda, a Arquidiocese inicia os trabalhos de evangelização no terreno onde será construída a Nova Catedral São João Batista.

Além disso, sua infraestrutura inclui uma capela de 225 metros quadrados, com capacidade para receber 200 pessoas.

A Capela de São João Paulo II visa à evangelização e o zelo pastoral por meio de atendimento espiritual, devoção mariana e aos santos e a celebração eucarística; além de suscitar no povo de Deus a motivação necessária para a campanha em prol da construção da Nova Catedral.

O funcionamento da Capela será de segunda a sexta-feira a partir das 17h com atendimento espiritual (confissões), Santo Terço e Santa Missa. Todas as paróquias da Arquidiocese são convidadas a frequentar a Capela São João Paulo II, porém, sabendo dos transtornos de locomoção das paróquias mais distantes, irão participar da escala diária para as celebrações somente as paróquias dos vicariatos Niterói, São Gonçalo e Alcântara. Os demais vicariatos deverão motivar suas paróquias à realização de romarias durante o ano (pede-se uma comunicação previa).

A paróquia escalada deve trazer o sacerdote para atendimento espiritual e Missa, organizar a reza do terço e preparar a Santa Missa (leitores e canto).

Leia mais...
 
Visita da Imagem Auxiliar da Mãe Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt PDF Imprimir E-mail
Escrito por Deolinda Santos   

 

Tome Posse desta Bênção

Visita da  Imagem  Auxiliar da Mãe Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt à Paroquia de Nossa Senhora do Amparo  e Capelas de Maricá- RJ

Do dia 23 a 31 de março de 2015.


Importante: O Missionário ou Responsável pela Capela pegará a Imagem e a levará para a sua Capela.


Programação   


23\03\2015 (2ª feira) -11 horasChegada à Matriz de Nossa Senhora do AmparoTerço Mariano.
12 horas – casa da Missionária Carmem- Edifício Cem – Centro de Maricá
18 horasCírculo Bíblico Santa Mônica – casa da Luzinete  –Bairro: Flamengo.
21 horas – casa dos Missionários: Ana Lúcia e Ronaldo - Flamengo


24\03\2015 – (3ª feira) – 8 horasMatriz de Nossa Senhora do Amparo – Santa Missa
10 horas – casa da Missionária Vaninha - Guaratiba
15 horasCapela  de Santa EdwigesGuaratibaTerço Mariano.
19 horasCapela de Nossa Senhora da ConceiçãoBarra de MaricáTerço Mariano.
21 horas – casa da Missionária MagaliBarra de Maricá


25\03\2015 (4ª feira) – 8 horas Matriz de Nossa Senhora do Amparo – Santa Missa.
10 horas – casa do Missionário OrlandyParque Eldorado – Centro de Maricá
16 horasCapela Sagrada FamíliaBairro: GamboaTerço Mariano
17h e 30 min. – Capela de Santo Antônio - Caju
19 horasMatriz de Nossa Senhora do Amparo – Santa Missa e Terço dos Homens.
21 horas – casa dos Missionários: Sandra e Claudio

Leia mais...
 
Arquidiocese acolherá seis novos diáconos transitórios PDF Imprimir E-mail
Escrito por Deolinda Santos   

 

O Arcebispo metropolitano de Niterói, Dom José Francisco, ordenará na manhã de sábado, 11 de abril, na Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração (Santuário das Almas), em Icaraí, Niterói, os candidatos ao diaconato: Celso Luiz Enetério, Dalvan Schopf, Daniel Mota Uberti, Julio Cesar Trindade Verissimo, Matheus de Barros Pigozzo e Willians Mar da Silva Paulo.

A Santa Missa a Santa Missa começa às 9h30 com transmissão da Rádio Anunciadora. A Paróquia fica na Rua Álvares de Azevedo, 237, Icaraí, Niterói.


O Diaconato


O diácono é ícone de Jesus Cristo servidor: o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar sua vida como resgate por muitos (Mt 20,28). Jesus nos ensinou que quem quiser ser o maior deve ser o servo de todos (cf. Mc 10,42-45) e esteve entre nós como aquele que serve: Eu, porém, estou no meio de vós como aquele que serve! (Lc 22,27).

As mais recentes Diretrizes para o Diaconato Permanente da Igreja no Brasil, documento 96 da CNBB (2012) assim se expressam: No contexto da ministerialidade da Igreja e, mais especificamente, no âmbito do ministério ordenado, o diácono define-se como sacramento de Cristo Servo e como expressão da Igreja servidora (CNBB, Doc. 96, n.28). O tema do serviço está bastante presente no Novo Testamento: o verbo diakonêin aparece 36 vezes, o substantivo diakonía 30 vezes e, com significados diferenciados, a expressão diákonos ocorre 34 vezes.

O diaconato é ministério presente desde o início da Igreja e o Magistério da Igreja a sua origem na escolha dos sete homens dos Atos dos Apóstolos 6, 1-11. Os Doze convocaram então a multidão dos discípulos e disseram: “Não é conveniente que abandonemos a Palavra de Deus para servir às mesas. Procurai, antes, entre vós, irmãos, sete homens de boa reputação, repletos do Espírito e de sabedoria, e nós os encarregaremos desta tarefa. Quanto a nós permaneceremos assíduos à oração e ao ministério da Palavra”. (…) Apresentaram-nos aos apóstolos e, tendo orado, impuseram-lhes as mãos (At 6,2-4.6). referências explícitas aos diáconos nas cartas de Paulo: Fl 1,1; 1 Tm 3,8-13.

O diaconato estabeleceu-se na Igreja como ministério estável entre os séculos II e V, o que é amplamente documentado: Didaqué; Santo Inácio de Antioquia; Hermas; Didascalia Apostolorum; São Clemente de Roma; Hipólito de Roma; O Testamento do Senhor. No primeiro momento o ministério diaconal cuidou particularmente da caridade, depois vieram os serviços do culto e da pastoral.

Por vários motivos o diaconato permanente entrou em decadência no Ocidente e tornou-se apenas etapa transitória em vista da ordenação presbiteral. O Concílio de Trento quis restaurar o diaconato permanente no Ocidente e o Concílio Ecumênico Vaticano II efetivamente restabeleceu o diaconato permanente (cf. Lumen Gentium 29), apresentando condições teológico-pastorais favoráveis ao seu exercício: eclesiologia de comunhão e participação, teologia da diversidade de carismas e ministérios, o poder compreendido como serviço e a necessidade pastoral (cf. CNBB, Doc. 96, n. 4).

 

 

Fonte: www.arqnit.org.br

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 95